Orelha - Cirurgia Plástica
Dr. Marcelo Carvas

Cirurgia de Orelha de Abano (Otoplastia)
A orelha é formada por um arcabouço de cartilagens que criam sua forma e seus ângulos. Existem diversos tipos de deformidades dessas cartilagens dando formatos diferentes às orelhas. A mais comum é a “orelha de abano” (ou orelhas proeminentes), em que o angulo entre a orelha e a cabeça é aumentado. A orelha de abano é uma condição relativamente comum em crianças e em adultos.
A cirurgia já é possível a partir dos 4-5 anos, evitando assim muitos dos preconceitos e brincadeiras que a criança pode sofrer por parte dos colegas na escola. A cirurgia pode ser realizada em regime ambulatorial ou hospitalar normalmente sob anestesia local associada ou não à sedação. A incisão é feita na parte de trás da orelha e a cicatriz fica escondida no sulco posterior da orelha.

Cirurgia de Orelha Rasgada (Lobulo bífido)
Com o uso de brincos pesados ou até por traumas locais é comum os lóbulos da orelha rasgarem-se. O mecanismos mais comuns de trauma são uma criança puxar ou o brinco ficar preso em algo e acabar rasgando o lóbulo.
É possível a correção do lóbulo rasgado através de uma cirurgia simples com anestesia local realizada no próprio consultório. A cirurgia demora cerca de 20 minutos e o(a) paciente pode voltar a usar brinco normalmente após 3 meses quando a cirurgia estiver bem cicatrizada.

Orifício alargado de brinco
Com o uso de brincos pesados ou até de traumas locais é comum os orifícios dos brincos da orelha ficarem muito alargados. Em pessoas com tal condição é comum inclusive perder brincos pelo fato deles simplesmente não pararem na orelha.
É possível a correção do lóbulo rasgado através de uma cirurgia simples com anestesia local realizada no próprio consultório. A cirurgia demora cerca de 20 minutos e o(a) paciente pode voltar a usar brinco normalmente após 3 meses quando a cirurgia estiver bem cicatrizada.

Lóbulo de Alargador
O uso de alargadores em lóbulos de orelhas cria defeitos grandes e a reconstrução do lóbulo nesses casos é mais complexa e pode necessitar de retalhos de pele para restaurar o formato e o contorno natural do lóbulo.
O primeiro passo antes de se pensar em cirurgia é parar por completo o uso do alargador a fim de estimular a pele a acomodar-se sozinha. Após 2 a 3 meses sem o uso do alargador já é possível fazer correção cirúrgica do lóbulo.
Existem diversas técnicas para tal e cada uma é mais indicada para um tipo de alteração. Em geral, é possível a correção através de uma cirurgia com anestesia local realizada no próprio consultório. A cirurgia demora cerca de 40 minutos e após 7-10 dias os pontos já podem ser retirados.

Redução de Lóbulo de Orelhas
Há pessoas que têm lóbulos de orelhas grande naturalmente e isto gera incômodo. Além disso, com o envelhecimento os lóbulos de orelhas também se alongam e ficam mais murchos.
Nesses casos, é possível fazer a cirurgia de redução dos lóbulos como o objetivo de restaurar o tamanho e volume dos lóbulos a fim de se obter um resultado natural e mais harmônico.
Existem diversas técnicas para tal e cada uma é mais indicada para um tipo de alteração. Em geral, é possível fazer a correção através de uma cirurgia com anestesia local realizada no próprio consultório. A cirurgia demora cerca de 40 minutos e após 7-10 dias os pontos já podem ser retirados.