Correção de Mamilo invertido
(Cirurgia Plástica para tratamento da papila invertida

O mamilo invertido caracteriza-se pela retração do mamilo para dentro da mama. Apesar de pouco comum (até 3% da população), a condição gera repercussões na amamentação, na auto-estima e na sexualidade da mulher acometida.
A principal causa é congênita porém existem casos associados com condições inflamatórias e até câncer.
Assim, todo caso deve ser investigado antes de se poder indicar qual o melhor tratamento para cada caso.

Existem 3 graus de inversão de mamilo:
Grau I: o mamilo é exteriorizado facilmente à manipulação e assim permanece por alguns minutos;
Grau II: o mamilo só é exteriorizado à manipulação e assim permanece por alguns segundos;
Grau III: o mamilo não se exterioriza nem com manobras manuais.

Tratamentos e cirurgias

Dentre os tratamento, podemos destacar desde condutas como bomba a vácuo e massagem até o cirurgia para correção da condição. O tratamento cirúrgico apresenta ótimos resultados. Para pacientes que ainda não tiveram filhos e desejam amamentar a indicação cirúrgica deve ser de caso a caso.

Quando isolada, a cirurgia pode ser feita com anestesia local ou local com sedação e dura menos de uma hora. Existem diversas técnicas e tipos de cicatrizes para esta cirurgia. É comum a sua associação com outras cirurgias de mama (como a inclusão de próteses de silicone ou a mamoplastia).

O tipo de técnica ideal varia de caso a caso e é determinada na avaliação e no exame físico feito pelo cirurgião plástico. Como para qualquer cirurgia, a indicação de cirurgia assim como seus resultados e suas limitações devem ser discutidas com seu cirurgião plástico. Antes da cirurgia, exames pré-operatórios assim como uma avaliação de saúde geral deve sempre ser feita.